O fim da plena educação superior: questões teóricas a partir da comparação dos quadros de Políticas Públicas do Brasil e Bolívia

  • Luiz Ismael Pereira Universidade Presbiteriana Mackenzie

Resumo

Este artigo tem como objetivo investigar o papel das políticas públicas de educação superior em dois países latino-americanos de proximidade regional e histórica: Bolívia e Brasil. Pretende-se analisar a atuação dos Estados em questão entre os anos 2002-2014, no Brasil, e 2006-2014, na Bolívia (Pós-Consenso de Washington), pois nos períodos destacados há uma profunda alteração no modo de concretização de direitos e tentativas de superação da miséria. Verifica-se que há, na década de 2010 um esforço internacional de apoio mútuo entre os países no campo da educação superior, capitaneado pelo Brasil. Para tanto, pretende-se: 1) conhecer a teoria política envolvida na intervenção do Estado em ambos os casos, com delimitação metodológica ao PROUNI, no caso brasileiro; 2) compreender o modo de atuação da estrutura institucional; e, por fim, 3) os objetivos propostos e até então atingidos. Isso possibilitará pensar na previsibilidade das políticas públicas e na avaliação dos programas e apoios internacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Ismael Pereira, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Doutorando e Mestre em Direito Político e Econômico pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo/SP. Bolsista Capes.

Publicado
2015-01-03
Como Citar
Pereira, L. I. . (2015). O fim da plena educação superior: questões teóricas a partir da comparação dos quadros de Políticas Públicas do Brasil e Bolívia. Revista Da Faculdade De Direito Da Universidade São Judas Tadeu, (3), 144-157. Recuperado de https://revistadireito.emnuvens.com.br/revistadireito/article/view/38
Edição
Seção
Artigos